domingo, 28 de agosto de 2011

Letícia consola Vilma após assalto

Logo depois do assalto que lhe custou seu táxi, Vilma (Arlete Salles), ainda está muito abalada com o acontecido, é cercada por curiosos. Uma viatura da polícia chega e a taxista aborda os policiais: “Socorro, vocês têm que me ajudar! (...) Dois homens! Um deles sacou a arma, encostou no meu nariz... Pensei que ia me matar!”, ela relata.

Os policiais avisam que Vilma terá de acompanhá-los até a delegacia, e ela liga para a filha para dar a má notícia. Letícia (Tania Khallil) sai às pressas da faculdade e vai até a delegacia encontrar a mãe. Lá, ela tenta consolar Vilma, que está arrasada. “Modem não é um carro! É parte da minha história. Uma lembrança viva que seu pai me deixou”, lamenta a taxista.
Letícia tenta acalmar a mãe sem sucesso: “Você vai dar a volta por cima. Sempre deu.” Vilma parece não escutar as palavras da filha e permanece inconsolável. Mais tarde, já em casa, a professora fala com o delegado ao telefone. Ele garante que dará notícias quando tiver novidades sobre o carro.
Mas Vilma cai no choro e não consegue se imaginar sem o Modem Express. “Quanto mais tempo passar, mais difícil fica! A essa hora o carro já foi todo esquartejado”, acredita a taxista, que fica aos prantos.