terça-feira, 21 de outubro de 2014

Françoise Forton e Eduardo Barata se casam no Rio



Sob a bênção de 300 convidados, a atriz global Françoise Forton (56) e o produtor teatral Eduardo Barata (48) reafirmaram o amor que os une há três anos. Em cerimônia tradicional, eles se casaram na Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, sofisticado palacete em estilo neoclássico francês, no Flamengo, Rio.
Emocionados, os noivos choraram na hora de fazer os votos. “Estamos entre pessoas que acompanharam essa história. Senti nosso amor acarinhado, fiquei emocionadíssimo”, destacou Barata, presidente da Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro. “Senti a presença de minha mãe, que não está mais aqui, e a felicidade dela por me ver reconstruindo a vida. Meu amor pela Fran e o dela por mim mudou minha história”, completou ele, ao lado do pai, Ronald Barata (75). “Tentei me segurar, mas chorei muito, porque é uma emoção única. O destino está me dando outra chance, estamos renascendo. Isso é o mais lindo da vida e do amor”, acrescentou a atriz.
O clima romântico no local, decorado com rosas vermelhas e amarelas por Maria do Carmo(66), também responsável pelos buquês, e paisagismo de Sérgio Trindade, comoveu padrinhos famosos, como Marcelo Serrado (47). “Françoise é uma querida e o Barata, um grande amigo. Também me emocionei quando ele chorou. Desejo felicidades, que tenham sabedoria e calma no casamento”, observou o ator, que fez par com a atriz Débora Duboc(49).
A celebração, organizada pelo cerimonialista Roberto Cohen (52), foi conduzida por Helena Martins. “Não é uma união católica. Não pudemos fazer na igreja, porque já fomos casados. Então, escolhemos ela, dirigente do grupo holístico Ordem Princípio e Luz, ao qual frequento, em São Paulo, para fazer este casamento ecumênico”, observou Françoise, penteada e maquiada por Daniel Wagner (30).
Ao som da Marcha Nupcial do compositor alemão Felix Mendelssohn (1809–1847), a noiva desceu uma escadaria usando vestido pérola de renda francesa, com saia de zibeline de seda pura, e grinalda, assinados por Maria Virgínia (63), e com sapatos de Daniel Leste Valadares. Eles foram responsáveis também pelos modelos de Maria Eduarda (16) e Maria Antônia (12), filhas de relação anterior de Eduardo Barata.
Coube a Guilherme Viotti (31), único filho da estrela, entregar Françoise ao noivo, diante dos 20 casais de padrinhos, em um ambiente iluminado pelas velas de Fátima Cavalcante (59).
“Tenho um carinho grande pela Françoise como se fosse uma filha. É uma honra celebrar esse momento com ela”, realçou Nicette Bruno (81). Madrinha da atriz, ela falou, saudosa, do marido Paulo Goulart (1933– 2014), morto em março. “Estou fazendo o que ele gostaria. Vivo saudavelmente com alegrias possíveis. Ele está sempre comigo e vai ficar eternamente. Tenho certeza de que algum lugar lhe foi reservado e que está seguindo em ascensão e evolução até o dia do nosso reencontro”, disse Nicette, que fez par com Gracindo Jr. (71).
“Desejo que a vida continue sendo muito feliz para eles em tudo”, enfatizou o ator para os outros padrinhos Arlete Salles (72) e Edwin Luisi (67). Do lado do noivo estava a atriz Heloisa Périssé (48), que deixou o Projac, onde grava a novela das 6, Boogie Oogie, diretamente para o casamento. “Falei, por telefone, que não me esperassem, porque iria atrasar, mas ele disse que fazia questão da minha presença. Vim correndo e fiquei feliz de tudo ter dado certo, pois amo os dois”, frisou Périssé.
Ao fim da celebração, Françoise causou frisson na hora de jogar o buquê de orquídeas, que se dividia em três partes e foi pego por Sueli Cabral Duarte, Maíra Charken (33) e Fátima Freitas (55). Em seguida, a noiva mudou de vestido para festejar com os presentes, que receberam convites assinados por Eilá Nigri (48).
Entre eles os casais Mauro Mendonça (83) e Rosamaria Murtinho  (77) e Bruna Linzmeyer (21) com Michel Melamed (38), além dos atores Helena Ranaldi (48),Mouhamed Harfouch (36) e Flávia Monteiro (42) e do empresário artístico Marcus Montenegro (45).
Eles se deliciaram com o bufê de Elizeu Ferreira (45), chef da Casa Julieta de Serpa, que incluía bobó de camarão. Também foram oferecidos brownies de Olenka Henriques (70), doces de Ana Foster (29), bem-casados de Elvira Bona (63) e bolo de Carlos (63) eRosangela Garcia (59). A festa ficou ainda mais animada quando os noivos abriram a pista de dança, comandada pelo DJ André Collyer (40), ao som de All Star, sucesso de Cássia Eller (1962–2001).
Fonte:Caras